terça-feira, 29 de abril de 2014

Resenha: Todo dia – David Levithan

Confesso que não sabia o quanto ia adorar ler Todo dia de David Levithan. Como nunca tinha lido nada do autor não tinha muitas expectativas, mas me surpreendi com uma escrita tão habilidosa e uma narrativa muito envolvente.
Todo dia há uma história nova, uma nova vida a ser vivida em um novo corpo com novos parentes e amigos. Quem nos conta tamanha aventura é A. Não parece um nome e não sabemos se A. é um menino ou uma menina, mas o conhecemos profundamente a cada página virada.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Resenha: Vinte garotos no verão – Sarah Ockler

Suspiro. Muitos suspiros e algumas lágrimas me acompanharam no virar de páginas de Vinte garotos no Verão. Essa história linda e trágica provocou uma catarse de emoções e reminiscências. Voltei aos tempos de colégio com Anna e Frankie e chorei por Matt.
Dei risada com Jack e suspirei de novo e me apaixonei pelo Sam (desculpe Anna, mas ele é lindooo!).
A história inicia com um acidente de carro. Anna, Frank e Matt estavam voltando de seu passeio da sorveteria Custard’s quando um acidente fatal interrompeu a voz : “Ca-sey Jones you bett-er... watch your speed e fez o coração de Matt parar.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Resenha: Cidades de Papel - John Green

É um grande equívoco pensar que um livro do John Green é apenas um livro. Ou, que suas histórias sobre adolescentes são apenas histórias comuns. Enganam-se ! John Green escreve com maestria e transforma
todo esse conflito adolescente em algo a mais. Não é fase, não é drama adolescente mas algo atemporal. Algo que poderíamos ter vivido ou certamente conhecemos bem e algo a se pensar. Ele coloca sentido, emoção, drama e um toque de humor.
Amo cada vez mais o estilo de escrita do John Green, e as vezes se a história não me envolve muito, como de fato aconteceu com Cidades de Papel, no entanto a narrativa me encanta e de qualquer maneira me transporto para a história contada e me torno uma de seus personagens. Penso, choro, sofro, dou risada com eles.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Resenha: O Chamado do Cuco – Robert Galbraith pseudônimo de J.K Rowling

Antes de começar a escrever essa resenha tive que fazer uma pausa por alguns instantes para respirar, recuperar o fôlego e encontrar palavras que sejam condizentes e que verdadeiramente façam jus a esse livro maravilhoso!
Já deu pra perceber que eu ameeei esse livro não é mesmo?  Realmente O Chamado do Cuco se tornou meu queridinho de 2014 e sempre! Aviso: isso não é mais uma resenha é uma Ode! haha
J.K Rowling quando menos se espera nos surpreende com uma história de tirar o fôlego e mexer com a imaginação. A escrita é maravilhosa e habilidosa. A narrativa é surpreendente e a leitura flui de uma maneira voraz.
Quem está lendo pode achar que estou louca e obcecada, talvez tenha lá um fundo de verdade nessa afirmação, mas digo com muito orgulho e carinho que adoro J.K Rowling e sua escrita envolvente, misteriosa e forte. È impressionante como ela consegue mudar de estilo sem perder a sua marca e todo o seu dom. Ela pode ir de Harry Potter, Morte Súbita, O Chamado do Cuco e até brincar de ficção científica que será um enorme sucesso.
Me perdoem quem não gosta ou não entende essa minha adoração, mas precisava registrar meu encantamento. Mas agora vamos a tal história, espero que gostem tanto quanto eu!

quarta-feira, 9 de abril de 2014

#Tag : Palavras cruzadas!

Oi pessoal, a tag de hoje foi indicada pela Gaby do Uma leitora voraz. Quem não conhece o blog dá uma passadinha lá!
Como vocês já sabem eu amo Tags e essa é bem dinâmica e fiquei animada pra fazer. Então bora lá:




1. Vox Populi (um livro que recomendaria para todo mundo).

Todos os meus favoritos marcados no skoob! HAHA
Difícil escolher um mas o meu querinho é Reiniciados da Teri Terry. È uma trilogia. Ele é do gênero distopia então não sei se agrada a todos mas eu ameeei e com certeza Teri Terry se tornou uma das minhas autoras favopritas. Ela escreve muito bem e esseé um dos livros que você ama do começo ao fim e não quer mais parar de ler!


2. Maldito plágio (um livro que gostaria de ter escrito).

Tem vários livros que eu gostaria de ter escrito até porque admiro aquele que tem o dom da escrita e da narrativa e sabe construir uma boa história. Mas, como tem que escolher eu fico com a saga Harry Potter, porque simplesmente é brilhante a criatividade e sabedoria de J.K Rowling e a saga marcou muito a minha vida e enfim pelo que podemos ver fez muuuito sucesso por ai!



3. Não vale a pena derrubar árvores por causa disto.
 
O mistério do chocolate. Este livro foi uma decepção porque tinha boas expectativas em relação a todo suspense que envolvia a história masacabou sendo uma leitura chaa esem grandes mistérios. Um ponto interessante são as receitas que o livro traz, mas fora isso a narrativa e chata, a leitura simplesmente não fluiu e não consegui me encantar pelos personagens.


4. Não é você, sou eu (um livro bom lido na hora errada).
 
Guerra dos tronos #Mejulguem! A história faz muito sucesso por ai, a série é otima. Não sei porque empaquei. Acho que por não ter muito tempo, e querer ler outras coisas e o livro é bem extenso... Sei la acho que ainda não to no clima, mas não desisti! Pretendo arranjar um tempo maior para me aventurar com esse livro e ai creio que irei gostar mais. Como dizem: tudo a seu tempo!

5. Eu tentei... (um livro que tentou ler mas não conseguiu).
 
Eu tentei me entender com O relato de um certo Oriente por Mia Couto, até porque na época era uma leitura que eu tive que fazer na faculdade, mas não me interessei. Pulei pro resumo mesmo, pois achei muito chato. A leitura não fluiu de jeito nenhum!



6. Hã? (um livro que leu e não entendeu nada OU um livro que teve um final surpreendente).
 
Escolhi aqui um livro com final surpreendente que foi o Delírio da Lauren Oliver. O livro em si foi nem chato mas nem tão legal assim. Foi uma leitura normal, rápida mas o final... Ah o final foi de salvar o livro. Me tirou o fôlego!

7. É tão bom, não foi? (um livro que devorou).
 
Pode repetir? rs Novamente o meu queridinho Reiniciados e se não puder repetir colo então Fragmentada, o segundo volume da série e que eu também devorei de tão bom que é. Amei do começo ao fim e ja estou ansiosa para devorar o terceiro!

8. Entre livros e tachos (uma personagem que gostaria que cozinhasse para você).
 
Apesar de não ter me entusiasmado com a leitura, gostaria que a Hannah do O mistério do Chocolate fizesse uns cookies pra mim rs

9. Fast Forward (um livro que podia ter menos páginas que não se perdia nada).
 
Com tristeza que eu escolho este. Morte súbita, apesar de ter gostado do livro e J.K Rowling ser uma das minhas escritoras favoritas achei que teve passagens do livro que foram um tanto cansativas por serem muito descritivas, o que fez com que eu demorasse um pouco pra ler. Mas eu gostei muito da história.

10. Às cegas (um livro que escolheria só por causa do título).
 
O que me chama a atenção na hora de escolher um livro pra ler é a capa e o título. Depois leio a sinópse para ver se vale a pena e só ai decido ler. Bom o livro escolhido é um que ainda não li mas já ta na listinha desse ano, é o Dançando sobre cacos de vidro. O título me despertou curiosidade e achei a capa linda, espero que seja uma ótima leitura também!

11. O que conta é o interior (um livro bom com uma capa feia).
 
As vantagens de ser invisível. Há versões que a capa tem a foto do filme que é a mais bonita, mas a outra versão do livro achei a capa muito feinha, embora o conteúdo seja mesmo muuuito bom!

12. Rir é o melhor remédio (um livro que tenha feito você rir).
 
As Esganadas do Jô Soares. Com certeza foi uma ótima leitura com suspense e uma pitada de humor negro, a história tem seu momento tragicômico o que deixou a leitura leve e divertida. Adoreii!


13. Tragam-me os Kleenex, por favor (um livro que nos tenha feito chorar).
 
O princípe mecânico da Cassandra Clare. Tá eu não choreeei largado mas rolou umas lágriminhas que tocaram na alma mesmo ao ler as passagens que relatam a tamanha amizade e companherismo entre James Cartaisr e seu parabatai  Will Herondale e o verdadeiro significado da palavra irmão (seja de sangue ou amizade).

14. Este livro tem um V de Volta (um livro que não emprestaria a ninguém).
 
A Menina que Semeava do Lou Aronica. Eu amei ler esse livro e a capa é super linda. Não empresto pra ninguém pois tenho medo que não tenham o devido cuidado e o livro volte amassado, sujo ou até mesmo não volte! Então deixo ele bem bonitinho ali na minha estante!

15. Espera aí que eu já te atendo (um livro ou autor que está constantemente a adiar).
 
A coleção Diário da Princesa da Meg Cabot. Tenho toda a série que bem extensa e mais alguns, vários, livros na minha estante para ler. Estou adianado porque ainda tem muitos outros que eu quero ler e se eu começar a série e gostar ai vou ficar só lendo Meg Cabot! rs


Bom pessoal essa foi a tag de hoje, espero que tenham gostado e quem quiser responder fica a vontade ;)

segunda-feira, 7 de abril de 2014

#Tag – como eu leio

Oi pessoal, hoje resolvi criar essa tag para compartilhar um pouco com vocês como eu leio: meus gosto literários e os formatos de leitura. Bora?!


Filha de pais professores, sempre tive uma biblioteca em casa. Acho até que tive mais livros do que brinquedos o que sempre me inspirou a imaginar, escrever e criar. Bom com tanta imaginação assim o meu gêneros literários favoritos são os livros de fantasia, distopia e suspense. Adorooo tudo relacionado a esses temas e simplesmente devoro os livros. Mas também leio outros gêneros como livros de história, livros-reportagens, chick-lits, sick-lits e romances. Não sou muito fã de romances, não gosto nada muito água-com-açúcar mas uma pitada de romance na medida certa faz bem!

Sempre gostei der ler no papel mesmo, pois gosto da sensação do toque na página e de cheirar o livro. Entretanto eu também leio no formato digital. Eu tenho um kobo que eu adoro, ele é muito útil para viajar ou até mesmo ler a noite na cama antes de dormir. O kobo ou kindle são formatos interessantes que permitem com que eu leve para qualquer lugar quantos livros eu quiser, sem contar que a tela dele não é como a de um computador, é suave e não cansa a vista é quase como segurar um livro mesmo. Mas, tenho mais livros físicos do que digitais no momento. Os livros que eu mais gosto e acho a capa bonita gosto de ter em formato físico na minha estante.
E você qual seu gênero literário favorito e como gosta de ler um bom livro? Comentem, estou ansiosa para saber!

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Resenha: O mistério do chocolate – Joanne Fluke

Oi pessoal, esse foi mais um livro dos escolhidos para o desafio fuxicando sobre chick-lits

A capa é de dar água na boca e engordar uns 10kg só de olhar! E o que gostei é que o livro traz receitas de cookies que parecem ser deliciosos (ainda não fiz nenhuma das receitas, mas deu vontade de experimentar!).
Confesso que quando iniciei a leitura a sinoópse e a capa me chamaram a atenção. Ao ler a sinópse fiquei imaginando se a história seria parecida com As Esganadas do Jô Soares, que eu li e gostei muito. Mas não confirmei minha hipótese. O mistério do chocolate não tem o mesmo humor ácido e a narrativa emocionante da obra de Jô Soares. Mas, enfim cada escritor tem sua forma de contar histórias e eu gosto disso. Mas, infelizmente me decepcionei com este livro porque tinha boas expectativas sobre ele. Até por apresentar mais suspense e tal, mas achei muito parado e não gostei muito da narrativa.

terça-feira, 1 de abril de 2014

#Tag – O que vou ler em abril???

Oi pessoal mais um mês chegando e a minha estante ainda está cheia de livros que eu ainda vou ler (prometo!)
Não parece muito confiante da minha parte traçar uma meta de leitura para este mês sendo hoje 1º de abril, mas vamos lá! Rs
O mês de Março foi bem corrido pra mim e com alguns contratempos uma certa desmotivação com uma leitura acabei enrolando muito e lendo pouco. Pouquissimo mesmo.
Mas enfim, chega de bla bla bla e vamos ao que interessa!